Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Amigo da onça?



Lembram-se da onça do outro dia? Hoje temos mais uma onça no blogue, mas desta vez usada agora numa expressão idiomática.

A expressão amigo da onça é utilizada para referir-se a um amigo falso, hipócrita, também chamado popularmente de “amigo-urso”. A expressão tornou-se bastante popular no Brasil a partir dos anos 40, quando o cartunista Pericles de Andrade Maranhão criou o personagem Amigo da onça a partir de uma piada que ouvira.

Piada original

Dois caçadores dividem uma barraca. Um deles pergunta:
- E se aparecesse uma onça agora?
- Eu dava um tiro nela.
- E se você estivesse sem arma?
- Eu usava o facão.
- E se você estivesse sem facão?
- Eu subia numa árvore.
- E se não tivesse árvore?
- Eu corria.
- E se você estivesse paralisado de medo?
- Pô, você é meu amigo ou amigo da onça?

(Fonte: Wikipédia)





Em Portugal, usa-se a expressão amigos de Peniche para a mesma coisa. Leiam o que nos diz a Wikipédia:

Amigo de Peniche é uma expressão idiomática de Portugal que se refere a um falso amigo - um parceiro desleal que não merece confiança e está apenas interessado em receber às custas de outros sem oferecer nada em troca. É o equivalente da expressão amigo da onça do Brasil, também usada em Portugal.