Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Salvador Sobral a cantar em inglês numa rua de Barcelona



Acho que todos sabem quem é Salvador Sobral, não é? Em 2012, Salvador Sobral fez Erasmus em Barcelona e numa certa noite resolveu dar um presente aos poucos transeuntes que andavam naquela rua da cidade espanhola.

Nestes dias, Salvador está à espera de um transplante de coração. A sua saúde é delicada. Esperemos que ele tenha sorte e tudo corra bem!







segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O Alfabeto dos animais (Panda vai à escola)




Este alfabeto é para crianças, mas serve também para vocês, alunos do 1º ano, que vão começar a estudar português.






Cuidado com NINGUÉM


Pois é, alunos do 2º ano: o indefinido antónimo de alguém não é "nadie", claro, isso é espanhol, mas ninguém.

Ambas as palavras são agudas e não devem esquecer que temos aí um ditongo nasal: [ɐ̃j̃]






sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Dois desenhos de Alexandre Esgaio



Alexandre Esgaio. Ilustrador. Nasceu em 1973 na pequena vila da Nazaré. Volvidos mais de 30 anos deixou a Psicologia Clínica, as livrarias e as editoras para se dedicar a tempo inteiro ao desenho, sua grande paixão. Adora banda desenhada, rock n’roll e o mar. Vive actualmente em Lisboa.






As boas-vindas com os Deolinda



Damos as boas-vindas aos alunos do 1º e do 2º anos com a banda portuguesa Deolinda, uns velhos conhecidos do nosso blogue.

Mais um ano letivo começa. É assim. Vamos todos aprender português!


UM CONTRA O OUTRO

Anda, desliga o cabo,
que liga a vida, a esse jogo,
joga comigo, um jogo novo,
com duas vidas, um contra o outro.

Já não basta,
esta luta contra o tempo,
este tempo que perdemos,
a tentar vencer alguém.

Ao fim ao cabo,
o que é dado como um ganho,
vai-se a ver desperdiçamos,
sem nada dar a ninguém.

Anda, faz uma pausa,
encosta o carro,
sai da corrida,
larga essa guerra,
que a tua meta,
está deste lado,
da tua vida.

Muda de nível,
sai do estado invisível,
põe o modo compatível,
com a minha condição,
que a tua vida,
é real e repetida,
dá-te mais que o impossível,
se me deres a tua mão.

Sai de casa e vem comigo para a rua,
vem, q'essa vida que tens,
por mais vidas que tu ganhes,
é a tua que,
mais perde se não vens.

Anda, mostra o que vales,
tu nesse jogo,
vales tão pouco,
troca de vício,
por outro novo,
que o desafio,
é corpo a corpo.

Escolhe a arma,
a estratégia que não falhe,
o lado forte da batalha,
põe no máximo o poder.

Dou-te a vantagem, tu com tudo, eu sem nada,
que mesmo assim, desarmada, vou-te ensinar a perder.

Sai de casa e vem comigo para a rua,
vem, q'essa vida que tens,
por mais vidas que tu ganhes,
é a tua que,
mais perde se não vens.



terça-feira, 20 de junho de 2017

Ai, que pena! As aulas terminaram...



Ai, que caloraça! É impossível estar dentro da escola com esta grande vaga de calor, nem alunos, nem professores, nem ninguém. Sei lá, se calhar nem chegamos a ler e ouvir esta mensagem...

Amanhã, quarta-feira, terminam as aulas. Esta é a última mensagem, com esses dois elefantes a divertir-se no baloiço.

Por outro lado... Vocês gostam de férias? É claro que sim! Toda a gente gosta. Descansar faz bem, sobretudo se temos trabalhado muito.

Espero que aproveitem e se divirtam imenso, e para aqueles que terminarem com disciplinas reprovadas, há muito tempo para tudo. Se não trabalharam o suficiente no ano letivo, é agora que o devem fazer, e passar depois em setembro.

E podiam aproveitar tanto tempo para ler de vez em quando, mas sempre por prazer.

Passem umas ótimas férias grandes!


Um bocado de música nunca fica mal: Sérgio Godinho e os Clã cantam para nós Dancemos no mundo.Vamos lá dançar!






Ilustração de Renato Ventura




(gif dos elefantes: Summer Dreamz)



segunda-feira, 19 de junho de 2017

O Jogo da Glória



Vamos aprender a brincar com o Jogo da Glória no Centro Virtual Camões. É um jogo de tabuleiro, mas neste caso o tabuleiro é virtual, claro!



Um velho Jogo da Glória





sexta-feira, 16 de junho de 2017

"Una, duna, tena, catena..."



No blogue Santa Nostalgia encontrei esta mensagem, que transcrevo aqui:

Há cantilenas ou lengalengas que servem para contar. Desde pequeno que aprendi uma versão que se usava na minha aldeia e na minha escola primária e que servia para contar até dez. Era assim:

Una,
Duna,
Tena,
Catena,
Cigalha,
Migalha,
Carapim,
Carapés,
Conta bem,
Que são dez.

Pesquisando sobre o assunto, encontrei outras versões, que em alguns casos são ligeiras variantes e apenas em parte dos termos usados. Por exemplo:

Una,
Duna,
Tena,
Catena,
Cigalha,
Migalha,
Cupida,
Dos pés,
Conto bem,
Que são dez.

Una,
Duna,
Tena,
Catena,
Forreca,
Chirreca,
Vira,
Virão,
Conta bem,
Que dez são.



O acrobata (Marc Chagall)




Marc Chagall (1887 - 1985) foi um pintor, ceramista e gravurista surrealista judeu russo-francês. (Wikipédia)

Reparem no título: é uma palavra grave (O acrobata) e na nossa língua é esdrúxula ("El acróbata")






quinta-feira, 15 de junho de 2017

Um gif e uma canção de João Lóio



Um gif de Benjamin Zimmermann: Quadrados do arco-íris. E eu vou aproveitar para relembrar uma canção já publicada no nosso blogue: Olha o Arco-íris. Acho que vão gostar.

Ah, mais uma coisa: em português, o arco-iris é denominado também popularmente arco-da-velha.





Voz, Luisa Rodrigues, Regina Castro, António Paulo Silva e Guilhermino Monteiro.
Letra de Regina Castro
Musica, orquestração e direcção musical de João Lóio.