Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

sábado, 21 de março de 2015

Dia Mundial da Poesia

Fotograia de Zé Pinho


Hoje, primeiro dia da primavera (começou exatamente há três quartos de hora, às 23:45, hora espanhola), celebra-se o Dia Mundial da Poesia. E nós assinalamos esta data com um poema do escritor português Almeida Garrett (1799 - 1854). Lemos na sala de aula na próxima semana.



BARCA BELA

Pescador da barca bela,
Onde vais pescar com ela,
Que é tão bela,
Ó pescador?

Não vês que a última estrela
No céu nublado se vela?
Colhe a vela,
Oh pescador!

Deita o laço com cautela,
Que a sereia canta bela...
Mas cautela,
Oh pescador!

Não se enrede a rede nela,
Que perdido é remo e vela
Só de vê-la,
Oh pescador,

Pescador da barca bela,
Inda é tempo, foge dela,
Foge dela.

Almeida Garrett