Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Cuidar do Planeta



Estes são os poemas que a professora de Geografia da EBI João Roiz, Alda Braçal, leu na receção que nos foi feita na biblioteca da Escola na passada quarta-feira, dia 2 de abril.


O PLANETA AZUL

Vivo num planeta
muito redondinho,
que gira no céu,
muito devagarinho:
tem terra, tem ar,
tem rios de encantar...
tem o mar salgado,
muito salgadinho
e a água a espelhar
p'ra todo o peixinho
viver e nadar.

Tem árvores, tem flores
de todas as cores!
mimosas e campainhas
por entre as ervas daninhas
vão colorindo o planeta
com as tintas da paleta.

Tem muitos, muitos sons
que são mesmo muito bons:
a chuva a cair,
os meninos o rir
os grilos o cantar
o vento a soprar.

Tem minerais, tem animais,
seres extraordinários podes encontrar!
Tatus, dromedários,
o esquilo voodor,
o macaco aranha,
o martim pescador...

Tem gente, tem gente,
Tanta e tão diferente!

Tem hemisfério norte,
tem hemisfério sul.
É o planeta Terra,
"O Planeta Azul!".

Pelo espaço viajei,
de lá, a terra avistei:
era uma bola azulada
com uma parte acastanhada,
uma bola a rebolar
sempre, sempre e muito devagar.



RECICLAR

Reciclar e reduzir
são regras para cumprir,
mas há que reutilizar
para se poder poupar.
Se o vidro é no vidrão
e o papel no papelão,
ora então, vamos lá ver
o que se pode fazer
com o imaginação...

De um pote, faz-se um jarrão;
de uma caixa, uma gaveta;
de um caixote, uma maleta;
para um uso bem contido,
de um cortinado, um vestido;
de uma tábua, um tabuleiro;
de uma lata, um mealheiro.

Para o futuro nos dar
um mundo mais bonito
vamos todos colaborar
Reciclar... Reciclar...


Alda Braçal (adaptado)