Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Cantiga partindo-se (João Roiz de Castel-Branco)



Já foi publicado aqui o texto dos mais conhecidos versos do poeta do século XV João Roiz de Castel-Branco, autor que dá nome à Escola com que fazemos o nosso segundo intercâmbio escolar.

Hoje, 3 de abril é o nosso segundo dia  em Castelo Branco.


O cantor alentejano Vitorino escreveu música para esses versos e cantou-os.

Senhora partem tão tristes
Meus olhos por vós, meu bem
Que nunca tão tristes vistes
Outros nenhuns por ninguém

Tão triste, tão saudosos,
Tão doentes da partida,
Tão cansados, tão chorosos,
Da morte mais desejosos
Cem mil vezes que da vida.

Partem tão tristes os tristes,
Tão fora de esperar bem,
Que nunca tão tristes vistes
Outros nenhuns por ninguém.


 Os versos do poeta na parede da Biblioteca da EBI João Roiz