Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Balancê (Gal Costa)



Balancê é uma marchinha escrita para o Carnaval do Rio de Janeiro em 1937. Tão antiga, tão velha! Será chata, será má? Não, nem por isso, é um clássico, e os clássicos nunca morrem. Vão comprovar. A versão que nós vamos ouvir é da cantora brasileira Gal Costa, ainda por cima ao vivo. Digam-me lá se gostam!

BALANCÊ

Ô balancê balancê
Quero dançar com você
Entra na roda morena pra ver
Ô balancê balancê

Quando por mim você passa
Fingindo que não me vê
Meu coração quase se despedaça
No balancê balancê

Refrão (= esp. “estribillo”)

Você foi minha cartilha
Você foi meu abc
E por isso eu sou a maior maravilha
No balancê balancê

Refrão

Eu levo a vida pensando
Pensando só em você
E o tempo passa e eu vou me acabando
No balancê balancê

Refrão