Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Algumas adivinhas



Lá isso é, uma adivinha é una adivinanzal. Vamos ver se conseguem adivinhar as seguintes. Se não conhecem a palavra portuguesa, vocês dizem em espanhol, e o professor depois escreve no quadro em português: desta maneira aprendem novas palavras desta língua. São muito fáceis. Vamos lá adivinhar!


Altos castelos, lindas janelas, abrem e fecham, ninguém mora nelas.

Dois irmãos do mesmo nome, vão marchando com afinco, mas um dá sessenta passos, enquanto o outro dá cinco.

É bom para se comer, mas não se come assado nem cru, nem cozinhado, o que é? 

É muito bom para o pequeno almoço e também para o lanche, se queres crescer muito também o bebes ao deitar-te.

Em si a lua se espelha e o sol reflecte também, quando a gente se aproxima olhando-a nos vemos bem. 

Faço os olhos bonitos e os coelhos são doidos por mim, cresço de pé e sirvo para pratos sem fim. 

Foi feita para impedir, também para deixar passar, meu dono pode-me abrir que esse nunca vai roubar.

Não sou bonito por trás, mas sou bonito pela frente, pois estou sempre a mudar, porque imito muita gente.

O que é, que é que quanto mais rota está, menos buracos tem?