Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Confusão (Maria Alberta Meneres)


A fruta é ótima para a saúde: tem muitos minerais e muitas vitaminas. Já sabem: comam muita fruta. É boa para que vocês cresçam com saúde. Se pensam em fruta que não apareça neste poema, digam lá!


CONFUSÃO

Ai tanta fruta no chão!
Caiu de uma camioneta?
Eu vou contar o que vejo,
antes que o façam por mim.
Vejo mil peras reinetas,
dez bananas encarnadas,
quatro maçãs muito pêssegas,
maduras assim-assim
e umas tantas descascadas,
ameixas muito compridas
como se fossem cenouras
e de folhas bem frisadas.

Ai tanta fruta no chão!
Caiu de algum camião?
Vejo vinte figos lampos
com casca de melancia,
e vejo as uvas lampeiras
com brilho de pirilampos
rolando de mil maneiras.
Ora bem, onde é que eu ia?
Ia fazendo o relato
da fruta toda que vejo
no meio da confusão.
Ou a confusão faço-a eu,
de querer olhar tanta fruta
caída no meio do chão?

Maria Alberta Meneres