Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

terça-feira, 8 de abril de 2014

O Amazonas: encontro do Rio Negro e do Solimões em Manaus


O que acham? O que estão a ver não é um rio poluído. É o encontro de dois enormes rios brasileiros. Leiam:

O rio Solimões é um rio brasileiro que banha o estado do Amazonas. Começa no Peru e ao entrar no Brasil, no município de Tabatinga, recebe o nome de Solimões. Tem como afluentes da margem direita o Rio Javari, Jutaí, Juruá e Purus na margem esquerda os rios Içá e Japurá e percorre as cidades de São Paulo de Olivença, Amaturá, Santo Antônio do Içá, Tonantins, Jutaí, Fonte Boa, Tefé, Coari, Codajás, Anamã, Anori, Manacapuru, totalizando aproximadamente 1.700 km até chegar a Manaus, onde ao encontrar o Rio Negro, recebe o nome de Rio Amazonas. Ele é importante para o Norte porque é fonte de alimento, transporte, comércio, pesquisas ciêntíficas e lazer. (Wikipédia)


No blogue dos vossos colegas mais velhos podem ver mais fotografias e ler mais: "O Rio Negro, o Solimões e o Amazonas". Acho que vale a pena vocês clicarem no link.

Neste outro link do jornal Público podem ver um vídeo que vale a pena: "Um rio com duas cores". A pessoa fala numa mistura de português e espanhol. Devia ser uma reportagem para uma televisão de um país de língua espanhola.





A Amazônia Legal é uma área que engloba nove estados brasileiros pertencentes à Bacia amazônica e a área de ocorrência das vegetações amazônicas. (...)

A atual área de abrangência da Amazônia Legal corresponde à totalidade dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e parte dos estados do Mato Grosso e Maranhão (a oeste do meridiano de 44º de longitude oeste), perfazendo uma superfície de aproximadamente 5.217.423 km² correspondente a cerca de 61% do território brasileiro. Sua população, entretanto, corresponde a 12,32% do total de habitantes do Brasil (uns 24 milhões de pessoas).