Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Morro Dois Irmãos (Adriana Calcanhoto)



Na turma de que sou Diretor ("tutor), 1º D, há dois irmãos gémeos, o Carlos e o Pablo. Eu gosto muito de música brasileira e lembrei-me logo de uma canção intitulada Morro Dois Irmãos, composta por Chico Buarque, mas interpretada nesta versão pela cantora Adriana Calcanhoto.

Não sei se eles vão gostar, é uma canção pouco mexida, pouco agitada, mas... pronto, é dedicada para eles.

Um morro é "um monte pouco elevado". No Rio de Janeiro há um duplo chamado dessa maneira: Dois Irmãos. Podem ver melhos nas fotografias em baixo.


MORRO DOIS IRMÃOS
 
Dois Irmãos, quando vai alta a madrugada
E a teus pés vão-se encostar os intrumentos
Aprendi a respeitar tua prumada
E desconfiar do teu silêncio

Penso ouvir a pulsação atravessada
Do que foi e o que será noutra existência
É assim como se a rocha dilatada
Fosse uma concentração de tempos

É assim como se o ritmo do nada
Fosse, sim, todos os ritmos por dentro
Ou, então, como uma música parada
Sobre uma montanha em movimento


O morro Dois Irmão visto de Ipanema - Fotografia de Ma®celo 


Fotografia de Rafael Alvez




Sem comentários: