Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Pérolas aos poucos (José Miguel Wisnik)



José Miguel Wisnik é professor, compositor e cantor, e canta aqui uma composição dele, Pérolas aos poucos. Eu sei, é uma canção muito tranquiiiiiiiiiila (mas tão bonita!) Vocês gostam? Para o próximo fim de semana prometo uma mais "mexida"

Cuidado com o verbo jogar do primeiro verso, aqui significa como espanhol "arrojar, tirar", e aos poucos é outra maneira de dizer 'a pouco e pouco' em português.

Ah, e reparem no vídeo. Não sentem vontade de tomar um bom banho?



PÉROLAS AOS POUCOS

Eu jogo pérolas aos poucos ao mar
Eu quero ver as ondas se quebrar
Eu jogo pérolas pro céu
Pra quem pra você pra ninguém
Que vão cair na lama de onde vêm

Eu jogo ao fogo todo o meu sonhar
E o cego amor entrego ao deus dará
Solto nas notas da canção
Aberta a qualquer coração
Eu jogo pérolas ao céu e ao chão

Grão de areia
O sol se desfaz na concha escura
Lua cheia
O tempo se apura
Maré cheia
A doença traz a dor e a cura
E semeia
Grãos de resplendor
Na loucura

Eu jogo ao fogo todo o meu sonhar
Eu quero ver o fogo se queimar
E até no breu reconhecer
A flor que o acaso nos dá
Eu jogo pérolas ao deus dará