Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Avião de papel (Josy e Junior)



Para os alunos da turma de 1º A:


AVIÃO DE PAPEL

Encare os fatos, não sou de aço
O encanto se acabou
Dos nossos laços sobrou pedaços
Retalhos de um amor

É triste o fim
Mas se é o fim eu vou fazer o quê
Se o nosso amor já se rasgou sem mesmo a gente ver
Como avião de papel
Que não tem força pra subir até chegar ao céu

Não vamos mais chorar só tente entender
Que a vida é muita curta pra gente sofrer
E que um pedaço teu ainda vou levar
No jogo do amor ganhei a ilusão
Pra que se magoar, ferir o coração
A liberdade é um remédio pra te esquecer
Pra te esquecer