Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O jogo da macaca


Fotografia de João Radich


Os meninos e meninas de hoje em dia já não jogam nem brincam tanto na rua como faziam dantes os pais deles no seu tempo. Muita televisão, muito computador, muita consola... quer dizer, estar sentado muito, muito tempo; isso diz-se sedentarismo, que é considerado como a doença do século, está associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna. É claro que este sedentarismo não afecta apenas os mais novos, mas também pessoas mais crescidas.

Vejam a fotografia. Não sei como é que as meninas de Badajoz chamam este jogo, mas em Portugal é assim: o jogo da macaca (e no Brasil dizem amarelinha).

Alguém conhece este jogo? Faziam deste jeito?


Material: Uma malha para cada jogador; a figura é traçada no solo.


Objectivos: Concluir o percurso da Macaca.


Desenvolvimento: O jogador que inicia a partida, coloca a sua malha na casa número 1 e começa a percorrer "ao pé coxinho" (vejam como é que se diz em português "a la pata coja") as casas 2 e 3; nas 4 e 5 põe simultaneamente os dois, mas em cada casa, na 6 põe de novo um só pé, nas 7 e 8 procede como nas casas 4 e 5, indo cair na 9 com os dois pés.


Depois de ter descansado em 9, o competidor inicia o retorno até ao ponto de partida, tendo de apanhar a sua malha antes de passar a casa onde ela esteja. O jogador perde sempre que ponha o pé nos riscos ou a malha saia fora do traçado da macaca.

Noutro dia veremos jogos de rua para meninos, embora o jogo da macaca possa ser jogado por eles e por elas.


(Retirado de http://web.educom.pt)























Sem comentários: