Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Atençao: fácEIS e difícEIS



Cuidado com o plural destas duas palavras: fácil e difícil, que fazem o plural assim: fáceis e difíceis, e nunca, é claro, "fáciles" nem "difíciles". Isso é espanhol, meninos e meninas!









terça-feira, 25 de outubro de 2016

Plural das palavras terminadas em -l (ele)









Duas irmãs, ou irmãzinhas


"Luz amarela, vestido amarelo, milhos amarelos e o sol. Ouro da vida, felicidade", escreve Juca Filho, o autor desta fotografia de duas irmãs, que intitula "Irmãzinhas".

Estão a ver? Plural das palavras terminadas em vogal, mesmo nasal, só precisam de um s:

De irmã passamos para irmãs, ou de irmãzinha para irmãzinhas.

E reaprem também que o número 2, dois, tem uma forma feminina, que não existe na nossa língua, duas:

duas meninas

duas amigas

duas canetas

duas bicicletas

duas borrachas

etc.


Pronomes pessoais em português


E vocês, como já vos tenho dito muitas, muitas vezes, leva sempre uma forma verbal de 3ª pessoa do plural:


Vocês são espanhóis.

Vocês são espanholas.

Vocês estão contentes.

Vocês falam muito.



sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Que pena!


Não me lembro de onde encontrei esta fotografia nem o local em que foi tirada. Só me lembro de que estes dois belos animais morreram por causa de ter o seu estômago cheio de plástico! Um dos principais perigos para a vida nos oceanos é a poluição por plástico.


O cachalote ou cacharréu (Physeter macrocephalus), é o maior dos cetáceos com dentes bem como o maior animal com dentes atualmente existente. Mede até 15 metros de comprimento.

(Wikipédia)




Plásticos passaram a ser os "principais predadores" dos oceanos (Diário de Notícas, 12 de abril de 2016)



quinta-feira, 20 de outubro de 2016

A estação de S. Bento, no Porto, e os seus azulejos



Estávamos a falar da importância dos azulejos na cultura portuguesa  (havia uma fotografia de um azulejo com um barco no livro; em baixo temos mais um), quando um aluno da turma de 1º D, o José Luis, falou dos azulejos da estação do Porto. Cá está para que todos os vejam.


"A estação de S. Bento (cujo nome provém do antigo convento de São Bento de Avé Maria que existia naquele local) embora tenha entrado ao serviço no dia 7 de Novembro de 1896, só em 5 de Outubro de 1916 é que foi inaugurada oficialmente.

Esta estação ferroviária do Porto é célebre pelos painéis de azulejos, representando acontecimentos históricos passados em Portugal, que cobrem as paredes do hall de entrada da estação. Um friso colorido, na parte superior das paredes, descreve a história dos transportes em Portugal, terminando com a inauguração dos caminhos de ferro.

A meio de uma das paredes encontram-se ainda quatro painéis representando as quatro estações do ano. Os azulejos foram instalados entre 1905 e 1916 pelo artista Jorge Colaço, um grande pintor de azulejos daquela época. Ali estão colocados uns 20 mil azulejos cobrindo uma superfície de cerca de 551 metros quadrados."



Azulejo com um barco rabelo dos que transportavam o vinho do Porto pelo rio Douro





Pequeno T2 (Ricardo Azevedo)



Alunos do 2º ano, como vimos na passada terça-feira, um T2 é um apartamento com sala e dois quartos.


PEQUENO T2

Eu sonhei, que o mundo estava a acabar
E isso fez-me pensar
Em tudo o que me resta fazer

Lamentei, tudo o que não fiz
Vou fintar qualquer obstáculo, para concretizar
Os meus sonhos

Refrão:

Apenas...
Tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar
E procurar, uma casa
Para eu morar

Um pequeno T2
Onde podemos viver os dois
Com vista para o mar e um jardim
Um carro com teto de abrir

Refrão: (2x)

Apenas...
Tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar
E procurar, uma casa
Para eu morar

Só, me falta arranjar um emprego
Para poder estar contigo
Só contigo...

Vou tentar...
Encontrar!!

Refrão: (3x)

Tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar
E procurar, uma casa
Para eu morar!




quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Um pássaro num azulejo



Há tantos azulejos em Portugal, e tão bonitos como este. O que não sabemos é onde fica. Só o nome do fotógrafo, Márcio David.





Atenção ao plural das palavras terminadas em -ão



Alunos do 1º ano, vejam o que cá, entre outras coisas, nos dizem: a maioria das palavras terminadas em -ão têm o plural com -ÕES. Lembram-se?

Parece que ainda custa um bocado a alguns alunos saber como fazer o plural destas palavras terminadas em -ão.

Com a ajuda da Escola Kids, vamos rever as três possibilidades, mas insisto, a maioria das palavras terminadas em -ão têm o plural com -ÕES.

Isto já foi publicado aqui no ano passado. Agora toca a vocês aprender!








terça-feira, 18 de outubro de 2016

O que é um alpendre?


Andamos a estudar no 2º ano a casa, as divisões, etc. Uma das alunas, a Paula, estava hoje a descrever a sua casa geminada, que tinha "um porche".

Como é que se diz em português? Alpendre.

O dicionário da Porto Editora, diz-nos de alpendre: "cobertura saliente de um edifício, constituída por uma única superfície inclinada, que pode ser suportada por pilares"





Um T2 e um T4




Alunos do 2º ano, esta mensagem é apenas para que saibam de que está a falar a canção "Pequeno T2" que vamos ouvir na próxima aula.

Às vezes nos classificados dos jornais aparecem anúncios como, por exemplo, o seguinte: "Lisboa. T2, novo, a estrear, etc." O que significa esse T mais o número? Vamos ver. Diz respeito ao número de quartos que tem um apartamento.



T0 = Apartamento sem quarto (são aqueles que as pessoas tem o hábito de chamar de estúdio, onde o quarto está na verdade junto com a sala)

T1 = Apartamento com 1 quarto

T2 = Apartamento com 2 quartos.. e daí por diante.








Moradia e casas geminadas

Uma moradia térrea (um só andar)


Mais uma ajuda do dicionário da Infopédia:


Moradia
casa de habitação separada e independente de qualquer outra


Geminado
diz-se de edifício que está encostado a outro por uma das paredes laterais



 Casas geminadas



segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Andar e apartamento

Um prédio de habitação

Alunos do 2º ano, o dicionário da Porto Editora que encontramos na Infopédia, diz o seguinte destas palavras:


Andar
1. conjunto das divisões e áreas situadas ao mesmo nível num edifício, acima do rés do chão; piso, pavimento.

2. apartamento.


Apartamento
1. parte independente de um edifício de habitação destinado a residência particular; andar.








quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O que se passa nesta casa?



Quantos andares tem esta casa? Quantas janelas? Quantas chaminés?

O que faz o senhor da esquerda com a chave?


É uma cena do filme francês Mon oncle (Meu tio), 1958, de Jacques Tati.




sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Golfinhos



Aprendemos uma palavra com este gif animado. Este animal tão inteligente e simpático é chamado de golfinho em português.

Como devem saber, os golfinhos são mamíferos, como as baleias, por exemplo.




quarta-feira, 5 de outubro de 2016

"Calle Rua" em Puebla de Sanabria (Zamora)


Esta mensagem vai dedicada para aqueles alunos que teimam em escrever a palavra espanhola "calle" ou a pseudoportuguesa (parece português, mas não é) "calhe", com ele agá, em vez da palavra certa, rua.


Puebla de Sanabria é uma vila da província de Zamora, que fica a vinte e tal kms da fronteira portuguesa. E a Galiza fica perto também. Uma das ruas centrais de Puebla tem este curioso nome: Calle Rua.

Se calhar não é tão curioso o nome. Lembrem-se da ponte de Alcântara, em Cáceres (a palavra Alcântara significa 'ponte' em árabe). E Puebla de Sanabria fica tão perto de Portugal e da Galiza que afinal não admira o nome dessa rua, pois não?


O nome português desta povoação espanhola é Póvoa de Seabra (Wikipédia)







segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Lisboa, 1965



De certeza que hoje não deixariam esses meninos viajarem de elétrico dessa maneira!


Fotografia de Volkmar K. Wentzel: Lisboa (1965)