Bairro de Alfama e Rio Tejo em Lisboa

sábado, 30 de novembro de 2013

Tangerina



Aprendemos uma palavra que não se parece à nossa (só rima com ela!):  tangerina. Vejam a variedade dos nomes que ela tem. A forma mais usada,  "tangerina", vem de "laranja tangerina", isto é, "laranja de Tânger. A Wikipédia diz-nos o seguinte (reparem na origem desta fruta tão e saudável:

A tangerina (Citrus reticulata), também laranja-mimosa, mandarina, fuxiqueira, ponkan, laranja-cravo, mimosa, vergamota, clementina, bergamota ou mexerica, é uma fruta cítrica de cor alaranjada e sabor adocicado. Parece ser uma antiga espécie selvagem, nativa da Ásia (Índia, China e países vizinhos de clima subtropical e tropical úmido). 



sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Que bom aspeto tem esta sandes! São servidos?



Pão tradicional com presunto e queijo da Serra da Estrela. O queijo não está aquecido... é mesmo assim. Maravilhoso.


(Texto e fotografia de Casa na aldeia)



Vejam só! Tudo isto faz uma árvore num ano!


Estão a ver como são boas as árvores? Devemos cuidá-las e respeitá-las.


(Reparem que árvore é uma palavra feminina em português: a árvore, uma árvore bonita, baixa, alta, etc; as árvores, duas arvores...)


Quais "pantalões"?!!! As calças!!!


"Pantalões"?!!! Acho que não estudámos esta palavra no livro, ou vocês viram? O que estes rapazes vestem são umas calças, e não "uns pantalones" ou "pantalões"...  É mesmo assim, juro! :)

De passagem, podemos dizer que as calças deles são de cores ou coloridas, que são bonitas, feias, etc., sempre no feminino plural, visto a palavra calças ter género feminino e número plural.

Vamos esquecer-nos dessa palavra, já sabem, e ficar com as calças na memória.



quinta-feira, 28 de novembro de 2013

HÁ: 3ª pessoa do presente do verbo HAVER


A terceira pessoa do singular do presente do verbo haver é esta:. Já vimos no livro, no quadro, fizemos frases... mas alguns alunos da turma de 2º D escreveram numa prova escrita "hay" (mesmo assim, em espanhol) ou construiram duas frases sem conjugar o infinitivo, o que não fazia sentido.

Olhem só! É fácil: . Estão a ver  a capa do livro e as outras imagens? Já sabem.








quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Vocês, vocês, vocês + 3ª pessoa do plural



Para aqueles alunos que depois de nós, escrevem ou dizem vós... Já temos falado disso várias vezes na sala de aula. Para traduzir o espanhol "vosotros/as" devem usar vocês. Reparem nas imagens!

Uma coisa muito importante: a forma verbal que acompanha vocês é a terceira do plural. Deste modo, devem traduzir todas as segundas pessoas do plural espanhol com uma terceira pessoa em português, quer haja vocês, quer não.

"¿Con quién habláis?" —  Com quem falam?

"¿De dónde sois?" —  De onde são?

"¿Estáis en casa o en la calle?" —  Estão em casa ou na rua?

"Coméis muchas galletas" —  Comem muitas bolachas

"¿No abrís la ventana?" —  Não abrem a janela?


Reparem cá em baixo...










terça-feira, 26 de novembro de 2013

A Janela do Convento de Cristo em Tomar



A mais famosa janela de Portugal. Encontra-se em Tomar. A histórica cidade de Tomar possui diversos monumentos como por exemplo: Castelo de Tomar e Convento de Cristo, declarado pela UNESCO Património Mundial.

Mais um lugar para visitar, Andrea. Este postal é apenas um aperitivo. Veremos mais postais desta cidade, que fica no Distrito de Santarém, no centro de Portugal.


(Fotografia de Orvellal)



Bragança





Bragança é a capital do distrito homónimo, na sub-região de Alto Trás-os-Montes, na Região Norte de Portugal. Possui área de 20 309 Km² e população de 25 mil habitantes, no perímetro urbano. É sede de um dos municípios portugueses com maior área, com 1 173,57 km² de área, e 35 341 habitantes (2011).

O município é limitado a norte e leste por Espanha (províncias de Ourense e Zamora), a sueste pelo município de Vimioso, a sudoeste por Macedo de Cavaleiros e a oeste por Vinhais sendo das cidades de Portugal Continental a mais setentrional .

Os celtas baptizaram a cidade, fundada no século II a.C., com o nome de Brigantia, que se foi latinizando até passar a ser "Bragança". Este nome é a origem do gentílico mais comum: brigantino.

As fotografias são de Ángel Caraballo. A que fica em baixo e o mapa proveem da Wikipédia.

Fica para outra vez uns postais do castelo de Bragança, que se vê ao fundo da fotografia; e falar um pouco destas máscaras.






Portugal: melhor destino para viajar em 2013



PORTUGAL FOI ELEITO O MELHOR DESTINO DO MUNDO PARA SE VIAJAR?!... Entre um total de 24 países, a Condé Nast Traveller, a mais prestigiada revista de viagens do mundo, escolheu Portugal pela primeira vez como o melhor país para se viajar em 2013.


(Texto e ilustração: Casa na aldeia)



segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Parem com isso!



Parem com isso! parece ser o grito do nosso planeta nesta obra do ilustrador brasileiro Fabiano O Silva, que assina como O Silva. Como será a Terra em que vocês vão crescer se não tomarmos todos conta dela?






sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Poesia e contrações

A cidade de Roma


Vejam quantas contrações da preposiçao em com os artigos definidos o e a (no e na). E há duas contrações  da preposição de, que já conhecem. Onde é que estão?


Os alunos das turmas de 1º A e 1º D devem copiar numa folha o poema com os espaços completados com as contrações  e entregar ao Professor no próximo dia de aula: na quarta-feira os primeiros e na terça-feira os segundos.



........ cidade de Roma há uma rua,
........ rua há uma casa,
........  casa há uma porta,
........  porta há uma escada,
........  escada há uma sala,
........  sala há um quarto,
........  quarto há uma cama,
........  cama há uma mesa,
........  mesa há um pano,
........  pano há uma gaiola,
........  gaiola há um ninho,
........  ninho há um ovo,
........  ovo há um pássaro,
........  pássaro, um coração:
aqui está o meu amor.
Meu amor está dentro ........ coração:
o coração está ........ pássaro,
o pássaro está ........ gaiola,
a gaiola está ........ pano,
o pano está ........ mesa,
a mesa está ........ cama,
a cama está ........ quarto,
o quarto está ........ sala,
a sala está ........ escada,
a escada está ........ porta,
a porta está ........ casa,
a casa está ........ rua,
a rua está ........ cidade de Roma
e aqui estão as chaves
........  cidade de Roma.



O talho e o açougue







Recuperamos a mensagem O talho e o açougue, publicada em novembro de 2011.

A palavra talho não se parece mesmo nada com a palavra espanhola "carnicería". Devem aprender essa palavra porque faz parte do vocabulário da unidade que acabámos de estudar há pouco. Ah, e reparem nesse talhante em baixo. Gostam?


Esta mensagem ou post é para o aluno Pablo K., da turma de 2º D, que escolheu como palavra preferida açougue.

Como lhe disse num comentário, o talho é estabelecimento comercial onde se vende carne a retalho; e açougue é um termo caído em desuso. (V. Instituto Camões)

E quem é que está lá no talho a vender a carne? Muito fácil, o talhante ou a talhante.

A palavra açougue provém do árabe as-sóq, «mercado; feira». E no Brasil é uma palavra viva. Quem é que vende a carne no açougue? O açougueiro, é claro.


Trabalho pessoal, "O açougueiro". Totalmente feito no photoshop. (Igor Chaves)



Mas... o que fazem estas moscas?

Moscas atletas


Moscas a apanharem sol na praia


Percy Smith é o autor destas colagens.




quarta-feira, 20 de novembro de 2013

O que é uma eclusa e como funciona


Eclusa no Canal de Panamá


Parece que o Nacho Valenzuela, da turma de 2º D, quer ser engenheiro quando for crescido, percebem? Evidentemente, ele deve estudar muito, mesmo muito, se na verdade quer formar-se em engenharia. É um curso (cuidado com este falso amigo: "una carrera") muito difícil.

É por esse desejo dele que recuperamos esta mensagem já publicada para que todos vocês vejam uma das empresas mais difíceis que pode fazer um engenheiro, bem, uma equipa de engenheiros: a construção de um canal. Dentro dele temos as eclusas. Vamos ver como é que funcionam.


Eclusa é uma obra de engenharia hidráulica que consiste numa construção que permite que barcos subam ou desçam os rios ou mares em locais onde há desníveis (barragem, quedas de água ou corredeiras).

Eclusas funcionam como degraus ou elevadores para navios: há duas comportas separando os dois níveis do rio. Quando a embarcação precisa subir o rio ela entra pela comporta da eclusa à jusante e fica no reservatório (ou caldeira), que é, então, enchido com água elevando a embarcação para que possa atingir o nível mais alto, à montante.

Quando a embarcação precisa descer o rio ela entra pela comporta da eclusa a montante e permanece no reservatório enquanto ele é esvaziado, descendo a embarcação até o nível mais baixo do rio. As comportas abrem-se para a entrada do navio. Observe que a água está ao mesmo nível do lado do navio. Após a entrada, a câmara da eclusa será esvaziada e o navio estará ao nível das águas da comporta ao fundo. Seu objetivo é, portanto, permitir a navegação.

(Fonte: Wikipédia)


(O gif animado retirámo-lo desta página brasileira)


Eclusa em operação na Hidrovia Tietê - Paraná



terça-feira, 19 de novembro de 2013

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Que belas castanhas!


"As castanhas assadas na brasa ficam com as cascas da cor das cinzas. São maravilhosas a escaldar" escreveu alguém. Parece ter razão, não acham?



(Fonte: Casa na aldeia)






domingo, 17 de novembro de 2013

Com atraso, mas cá está o cartaz de Marvão



Foi há uma semana,, mas não faz mal. Este é o cartaz da Feira da Castanha e Festa do Castanheiro de Marvão, que fica não muito longe de Badajoz. É só ir para San Vicente de Alcántara, seguimos até Valencia de Alcántara, e já estamos a só uns 13 km. da fronteira. Entramos em Portugal, chegamos à Portagem e, a seguir, toca a subir... lá é Marvão, que tem umas vistas incríveis. Vejam no link em baixo.

É pena, já não podemos participar nesse magusto...




sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Um exercício com uma canção: Maria Lisboa



Quem era Maria Lisboa? Uma varina. E o que é uma varina? Uma vendedeira ambulante de peixe, uma mulher que vendia peixe pela rua. Era uma profissão tradicional. Podem ver uma fotografia em baixo.

Quem canta é a Mariza, umas das cantoras portuguesas mais internacionais.

O vosso trabalho consiste em escutar a canção e preencher os espaços com as palavras que faltam: o presente do verbo ter e algumas contrações, e depois copiar a letra completa da canção numa folha para entregar no próximo dia.

Vendedeira ambulante de peixe

"varina", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/varina [consultado em 13-11-2013].
Vendedeira ambulante de peixe

"varina", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/varina [consultado em 13-11-2013].vendedeira

MARIA LISBOA

É varina, usa chinela,
............. movimentos de gata;
............. canastra, a caravela,
............. coração, a fragata.

Em vez de corvos ............. chaile,
gaivotas vêm pousar.
Quando o vento a leva ............. baile,
baila .............  baile com o mar.

É de conchas o vestido,
............. algas .............   cabeleira,
e ............. veias o latido
............. motor ............. traineira.

Vende sonho e maresia,
tempestades apregoa.
Seu nome próprio: Maria;
seu apelido: Lisboa.


Mariza



Uma varina (Fotografia: Estúdios Novais)



Queremos mais horas de...




quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Isto tudo são candeeiros



O que é um candeeiro? Eis a definição: "Objecto de várias formas que, geralmente suspenso ou sustentado por um pé, é destinado a iluminar, sendo alimentado por electricidade ou por algum fluido combustível como azeite, óleo, querosene, gás, etc. (ex.: candeeiro a petróleo, candeeiro de pé, candeeiro de tecto)" (Dicionário Priberam).

O que se via num dos postais da passada sexta-feira era um candeeiro de rua. Mas todos os que aqui veem são candeeiros.









Isto é um comboio


Reparem na palavra: comboio (Conjunto de vagões ou carruagens engatadas umas nas outras e puxadas por uma locomotiva*). A palavra que alguns de vocês utilizaram nos vossos trabalhos de descrição dos postais da passada sexta-feira foi trem, muito parecida com a palavra espanhola, e que é usada no Brasil.

Como nós estamos na Europa, e não na América, o mais natural é usarmos as palavras usadas em Portugal. Ficou claro como é que dizem os portugueses? Comboio. Vejam o letreiro em baixo.





quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Os proto-GIFs psicodélicos e grotescos do século XIX

1883


1870



1833




O físico belga Joseph Plateau é amplamente creditado por ter inventado o fenaquistoscópio em 1832, como parte integrante de um estudo sobre como o olho humano percebe ilusões. O dispositivo consiste em um disco circular que gira em torno de um eixo vertical. Plateau e outros artistas desenhavam uma série de imagens fixas ao redor do centro do disco e cortavam fendas igualmente espaçadas em torno de suas bordas. Então, o espectador permaneceria atrás do disco, rodaria ele em volta do seu eixo e vislumbraria a imagem refletida no espelho. As fendas atuariam como obturadores, mantendo as imagens desfocadas juntas e resultando no que parecia ser uma animação contínua e integrada.

(Fonte: Literatortura)






O Snoopy na biblioteca (Charles Schultz)


Reparem os alunos do 2º ano: "Ele odeia gatos"

O que é um jacaré?

O jacaré é um réptil carnívoro da família Alligatoridae pertencente à ordem Crocodylia. Trata-se de um habilidoso nadador que consegue também ser muito rápido em terra firme quando isto se faz necessário. Estes animais descendem dos primeiros répteis que habitaram a terra (há 230 milhões de anos), portanto são parentes dos dinossauros, animais pré-históricos. (Infoescola)






terça-feira, 12 de novembro de 2013

Umas fotografias do Brasil (Carlos Pataca)

Feira, São Miguel


Leitores


Iemanjá


O autor destas fotografias é Carlos Pataca, que foi arquiteto e professor. Ele nasceu em Portugal e viveu muitos anos no Brasil.